Fox ataca!

Há umas semanas atrás, o Estadão iniciou uma campanha infeliz criada pela Talent para se contrapor aos blogs como fonte confiável de informação. A polêmica foi muito bem repercutida pelo Carlos Merigo lá no Brainstorm #9 (o blog que meu blog quer ser quando crescer), e por isso fui atrás de mais informação sobre o assunto.

Claro, procurei na gringolândia, onde as tendências boas e ruins aparecem primeiro. Achei um site muito bacana, o Fox Attacks!, dedicado a (claro) contrapor as pautas empurradas pelo canal de notícias americano Fox News.

Sim, canal famoso por dar toda a corda para a guerra do Iraque e dar um novo sentido para a palavra “criatividade”, a ponto de ter a cara de divulgar pérolas como essa:

Eu adoraria ficar aqui o dia todo postando vídeos que te fariam ficar de olhos arregalados, mas vamos voltar ao assunto. O Fox Attacks é um excelente site de contra-ataque ao tipo de noticiário divulgado e defendido pela Fox News.

É tudo que um site de oposição deveria ser: bem humorado, incisivo, interativo, viral, guerrilheiro, em sintonia com toda e qualquer fonte de informação moderna que existe e construído com um conceito sólido e incisivo: “psssssst…do something!”.

Por ser realização de uma pequena produtora americana de vídeos, a Brave New Films, o site usa e abusa do YouTube. Um dos principais vídeos do site dedica-se a detonar a campanha da Fox News contra os “liberais radicais que dão uma má reputação aos legítimos blogueiros” (seja lá o que a Fox News acha que seja ser blogueiro – ou mesmo ser legítimo).

O vídeo é um primor, e está muito em sintonia com o zeitgeist da imprensa paquidérmica mundial: não saber como reagir à entrada de milhões de pequenos quiosques de informação acessíveis a todos chamados “blogs”.

Não satisfeito em simplesmente falar do Fox Attacks e de sua imensa competência de atuação, busquei entrevistar os responsáveis pelo site. Conversei com um dos colaboradores, Jim Gilliam, e com a assessora de imprensa Tracy Fleischman. Confiram:

Como o Fox Attacks! surgiu?

Tudo começou em 2004 quando fizemos “Outfoxed: Rupert Murdoch’s War on Journalism“. Nós ficamos chocados com o sucesso do vídeo, e mantivemos a luta contra a Fox desde então. Os 8 pesquisadores voluntários que assistiram a Fox para achar todos os clips que você vê no filme inauguraram seus próprios blogs quando o filme saiu no newshounds.us, e agora ele é um dos 10 maiores blogs progressistas nos EUA.

Vamos para 2007, quando decidimos realizar vídeos curtos e distribuí-los no YouTube ao invés de fazer outro grande documentário. Lançamos o site FOXAttacks.com em fevereiro, com um vídeo mostrando como a Fox ataca Barack Obama(1). Tivemos mais de 600,000 views! Nós fizemos muitos outros vídeos da série desde então – sobre a América Negra, Meio Ambiente, Irã, Blogueiros – todos mostrando como a Fox ataca estas diferentes pessoas / países / idéias.

Estes vídeos foram capazes de fazer as pessoas se mexerem e levar os candidatos presidenciais democratas a recusar convites para dois diferentes debates da Fox. Com nosso mais recente vídeo, FOX Ataca o Irã, coletamos 50.000 assinaturas pedindo ao resto da mídia que não siga a caminhada da Fox rumo à guerra como aconteceu no Iraque em 2003.

Estou aqui conversando com vocês pois sei que a Fox News recentemente se engajou em campanha aberta contra os blogueiros, especialmente os liberais. No Brasil, parecemos estar no0 início de uma reação dos grandes jornais e a grande mídia em geral contra os blogueiros. O que vocês acreditam causar tamanha indisposição da mídia tradicional?

Muito disso é mesma tensão entre profissionais e amadores que aparece em todo empreedimento humano. Mas há certamente muita agressividade entre o pessoal da grande mídia, e está espirrando nos blogs. A caminhada para a guerra foi um momento de decisão para este movimento nos EUA. A mídia corporativa foi cúmplice ativa na venda da guerra ao se recusar a fazer perguntas difíceis a nossos líderes e manchando todos que tentaram denunciar isso. Foi principalmente isto que nos levou a fazer os documentários. Fizemos “Uncovered: The war on Iraq” em 2003 para contar as histórias de analistas da CIA, diplomatas, especialistas em armamentos e outros que estavam tentando espalhar que Saddam não era uma ameaça aos EUA e que o papo sobre as Armas de Destruição em Massa era furado.

O que vocês acham ser os deveres e respensabilidades da blogosfera quando tratamos de disseminar informação sobre o que acontece no mundo?

Os mesmo deveres e responsabilidades que cada pessoa tem. Estamos neste planeta para torná-lo melhor do que quando chegamos aqui. A internet e os blogs são provavelmente os melhores meios de realmente fazer as mudanças positivas acontecerem. Mas vocês já sabem disso!! (risos)

Como se compara marchar nas ruas com marchar na rede para exercer o direito de protesta? É a mesma coisa só mudando a época, ou é algo novo?

Nós temos que alcançar as pessoas onde elas estiverem. Nos EUA, tudo se resume a filmes televisão, vídeos. E é assim que assim que tentamos chegar às pessoas com a Brave New Films.

Você acredita no ponto de vista “fair and balanced”(2)? É possível informar sem deformar? Como?

O objetivo de um jornalista deveria ser ir fundo de uma estória e nos dizer o que realmente acontece. Muitas vezes, focar no “equilibrado” ou “justo” é interpretado como “achar alguém que diz o contrário e dar-lhe o mesmo tempo”, o que é completamente errado. Apenas diga para as pessoas o que está acontecendo! Não se limite a citar uma pessoa da imprensa e depois citar outra pessoa da imprensa e deixar o leitor decidir quem realmente está dizendo a verdade, porque é provável que nenhuma das duas esteja dizendo a verdade!

O desafio é que isso é trabalho duro que custa dinheiro. Enquanto isso, a mídia corporativa precisa apresentar lucro, a mídia independente está sempre lutando por recursos e blogueiros não ganham nenhum tostão!

A Brave New Films é nosso esforço para fazer o que podemos para encontrar todas essas estórias por aí e inspirar as pessoas a fazer algo sobre isso. Eu encorajo todos a criar sua própria versão disso.

______________________________

Notas:

  1. Saiba mais sobre Barack Obama.
  2. “Fair and Balanced” é o slogan da Fox News, que significa algo como “justo e equilibrado”.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s