7 Tipos de Maneiras Como os Deputados Podem nos Ajudar

Essa semana, fiquei sabendo que os deputados federais oficializaram o que antes era uma informal tradição: de segunda-feira ninguém vota nada de importante. Enfim, o texto em miúdos diz: de segunda-feira não se trabalha. Para quem conhece Brasília, nenhuma novidade. Tampouco me espantarei se fizerem o mesmo com a sexta-feira. Nem se transformarem feriados de 5ª ou 3ª-feira como “semana off”.

 

A justificativa para isso é que na segunda-feira os deputados podem se dedicar às suas bases, ficando em seus estados de origem e ouvindo os anseios do povo (desculpem, não consigo falar isso fazendo cara séria). Enfim, um bem para o povo brasileiro. Ouvindo essa desculpa justificativa, não posso deixar de pensar outras decisões que eles adorariam tomar para “ajudar o povo brasileiro”. Vão 7, porque esse é o nome da seção, oras.

 

1. Legalização da propina – alguém ou alguma empresa pagaria o deputado, de acordo com cotas estabelecidas, para que seus interesses fossem representados no Congresso. Não é propina quando não é escondido, e certamente ajudaria os deputados não somente a definir as prioridades no seu trabalho (aumentando a eficiência), e seria ótimo para o povo brasileiro, que poderia organizar vaquinhas para entrar na fila de prioridades.

 

2. Prostitutas públicas – com o ritmo frenético de Brasília, nossos deputados precisam de um relax. É prejudicial para nossos representantes ficarem tendo que se encontrar com prostitutas em casas escondidas, como se fossem marginais. A melhor solução para o povo seria permitir que cada gabinete contratasse duas garotas de programas, funcionárias públicas, autênticas representantes do povo, para oferecer a tão dedicados bastiões da pátria a recarga de baterias que eles tanto merecem.

 

3. Cota de 5 minutos no Fantástico – nossos deputados perdem muito tempo se esforçando para aparecer em CPIs e ganhar assim espaço na TV para que seus eleitores os vejam em ação, dinâmicos como são. Pensando nisso, proponho a liberação de 5 minutos para cada deputado no Fantástico, onde ele vai poder fazer sua divulgação. O povo agradeceria, por poder ver seu representante trabalhando, e ter certeza de que seus interesses estão sendo cuidados. Interesses do povo, claro.

 

4. Liberação de contas em paraísos fiscais – muito tempo é gasto pelos congressistas tentando manipular as contas em outros país; então, nada mais justo para nosso país que a liberação de contas para os deputados. Desta maneira, o tempo antes gasto acobertando transferências, forjando papéis e com outras atividades seria certamente utilizado para o progresso da nação.

 

5. Cartões “saia da CPI” – inspirado pelo Banco Imobiliário; cada deputado, de maneira a não ter seu tempo de dedicação ao Brasil prejudicado por aqueles chatíssimos esclarecimentos que pedem em CPIs, teria direito a 5 cartões mensais para se livrar das comissões. Ao iniciar o depoimento, o deputado poderia apresentar o cartão a qualquer momento e voltar à árdua tarefa de botar o país nos trilhos do crescimento.

 

 

6. Sistema Familiar de Trabalho – para poderem identificar-se ainda mais com o brasileiro, os deputados devem liberar o acesso de parentes a cargos de confiança em seus gabinetes. Afinal, seus eleitores colocam parentes para tomar conta de suas vendas, para consertar carros em suas mecânicas, para cuidar do caixa de suas pizzarias; então, porque não permitir aos guardiães da pátria que coloquem seus estimados parentes no gabinete?

 

7. Lei Pelé – de maneira a permanecerem dedicados ao seu trabalho, os deputados devem eliminar a fidelidade partidária e instituir a Lei do Passe. Eles trabalham muito, e devem ser recompensados recebendo ofertas de contratos de outros partidos, onde podem desfilar seu jogo vistoso. Os contratos podem ser de empréstimo (apenas para votar uma lei) ou a compra do passe, anexando aquele candidato ao partido. O povo agradece, pois sabe que a partir disso, os deputados se esforçarão mais por ele, cientes de que devem valorizar seu passe.

Anúncios

2 thoughts on “7 Tipos de Maneiras Como os Deputados Podem nos Ajudar

  1. Em alguma coisa nós concordamos, já que é para assumir assumam tudo.
    Os nossos deputados são uma vergonha, mas, temos que pensar que na democracia corremos este risco.
    Se o voto não fosse obrigatório os que votassem conscientes saberiam em quem votar

    Beijos

  2. Exatamente, Cris!
    O grande problema dessa nossa democracia é o voto obrigatório (isso não é uma contradição?)

    Pense só no absurdo de termos pessoas com Clodovil, Collor e Maluf no governo. Ou nós somos muito burros ou muito desleixados e eu espero enormemente que seja a segunda opção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s